Teses

Format: 2018

SOBRE MIM E SOBRE OS OUTROS: (AUTO)BIOGRAFIA, AUTOFICÇÃO E AUTORIA FEMININA NA NARRATIVA DE ROSA MONTERO

Autor: 
JECILMA ALVES LIMA
Orientador: 
NANCY RITA FERREIRA VIEIRA
Banca: 
LUCIENE ALMEIDA DE AZEVEDO; MANUEL ALBERCA SERRANO; ALVANITA ALMEIDA SANTOS; NANCY RITA FERREIRA VIEIRA.
Abstract: 
En este trabajo investigo las formas por las cuais se embarcó la literatura contemporánea, haciendo hincapié en las discusiones actuales sobre la memoria, la biografía y la autobiografía de autoras que escriben en España a partir del análisis de obras y entrevistas seleccionados de la escritora española Rosa Montero, con el objetivo de identificar reflexiones sobre género, autores de sexo femenino, la escritura autobiográfica, la ficción y la realidad con el fin de relacionarlos con los aspectos culturales de la literatura y la sociedad contemporánea, basado en la investigación de Giorgio Agabem, Linda Hutcheon, José Romero Castillo, Joan Scott, Manuel Alberca, entre otros. Analizo en los libros História de mujeres , La hija del caníbal, História del Rey transparente, La loca de la casa y la ridicula idea de no volver a verte la relación entre la memoria individual y colectiva, a través de las estrategias narrativas elegidas por la autora que une biografía, autobiografía, ficción, la historia y la metaficción en un texto híbrido en el que nos encontramos con muchos temas, métodos y valores fundamentales para la comprensión de la literatura y la cultura contemporánea. Particularmente en estas novelas, Rosa Montero ofrece una vista de su generación y del pasado reciente de su país, a través de la narrativa de sus personajes escritores, junto con su propia perspectiva y experiencias. De esta y otras percepciones como lectora y las propias declaraciones de la novelista estaré investigando, en las obras elegidas, las reflexiones en las que aparecen aspectos esenciales para la literatura contemporánea escrita por mujeres en España con el fin de situar la escritora Rosa Montero como paradigma de lo que llamamos de la literatura actual.
(Auto)biografía. Autoficción. Literatura contemporánea. Feminina. Rosa Montero.

 

Resumo: 

Neste trabalho investigo os caminhos pelos quais enveredou a literatura contemporânea, enfatizando as discussões atuais em torno da memória, biografia e autobiografia na escrita de autoria feminina na Espanha a partir da análise de obras escolhidas e de entrevistas da escritora espanhola Rosa Montero, com o objetivo de identificar reflexões sobre gênero, autoria feminina, escrita autobiográfica, ficção e realidade, a fim de relacioná-las com os aspectos culturais da literatura e da sociedade contemporânea, com base nos estudos de Giorgio Agabem, Linda Hutcheon, José Romero Castillo, Joan Scott, Philippe Lejeune, Manuel Alberca, entre outros. Analiso nos livros História de mujeres , La hija del caníbal, História del Rey transparente, La loca de la casa e La ridicula idea de no volver a verte a relação entre memória individual e coletiva, através das estratégias narrativas escolhidas pela autora que une biografia, autobiografia, ficção, história e metaficção em um texto híbrido no qual encontramos diversos temas, métodos e valores cruciais para o entendimento da literatura e da cultura contemporânea. Particularmente nestes romances, Rosa Montero oferece um ponto de vista de sua geração e do passado recente do seu país, através de personagens escritoras, junto com sua própria perspectiva e suas experiências. Partindo desta e de outras percepções enquanto leitora e afirmações da própria romancista é que pesquiso, nas obras escolhidas, as reflexões que explicitam ideias que envolvam questões cruciais para a literatura contemporânea produzida por mulheres na Espanha a fim de situar a escritora Rosa Montero como um paradigma do que chamamos Literatura do Presente.

(Auto)biografia. Gênero. Literatura contemporânea. Autoficção. Rosa Montero.

 

Data: 
segunda-feira, 15 Junho, 2015 - 00:45

FALSOS MITOS E HERÓIS VENCIDOS EM O PAGADOR DE PROMESSAS E O BEM AMADO: DO TEXTO DRAMÁTICO PARA A TELA

Autor: 
DISLENE CARDOSO DE BRITO
Orientador: 
NOELIA BORGES DE ARAUJO
Banca: 
ANELISE REICH CORSEUIL; SILVIA MARIA GUERRA ANASTACIO; EDILENE DIAS MATOS; IGOR ROSSONI
Abstract: 
This doctoral thesis reflects the adaptation studies in order to see how dramatic texts are adapted to the cinema. The objects of analysis are the plays O Pagador de Promessas (1959) and O Bem-Amado (1962), written by Alfredo Dias Gomes and adapted to films, respectively, by the directors Anselmo Duarte (1962) and Guel Arraes (2010). The research has as main objective the analyze of the themes of loser heroes and false myths, as well as certain elements of narrative, in the transposition of dramatic text to the screen, considering the historical context of Brazil in the 1950s and 1960s. The plays belong to the "maturity" phase of the playwright. In the first play, we have the presence of the loser hero, represented by the character Ze-doBurro, and, in the second, Dias Gomes celebrates the false myths, in which we see a reflection on the myth and mystification in modern society, through characters-type. We consider in the study, the differences between media, the peculiarities of the language used, the historical context, as well as the circumstances of production in which dramatic texts and films are inserted. Here, we also present the cinematographic resources used by the directors in the process of adapting the source text to film, together with images of Brazil in the reviewed period. In addition, we use bibliographical studies to understand the process of adaptation alongside the studies of theater and cinema in Brazil, in order to grasp the artistic expressions produced in the country at that time that preceded the military dictatorship. Finally, we used the tools of structural narrative analysis, taking into account of Dias Gomes‘s dramatic construction, adapted to the cinema. From this theoretical framework, we undertook a comparative analysis of texts and films, weaving the narrative threads that bring both media and signaling points of each work. The research aims to appreciate the dramatic production by Dias Gomes and its film adaptation, highlighting the importance of the study to understand the representative cultural expressions of a nation.
Dias Gomes Theatre; Brazilian cinema; Film adaptation; False Myths and loser Heroes. Narrative

 

Resumo: 

Esta tese de doutorado reflete os estudos de adaptação e faz um recorte para dar conta do processo de adaptação de textos dramáticos para o cinema. O objeto de análise são as peças teatrais O Pagador de Promessas (1959) e O Bem-Amado (1962), do dramaturgo Alfredo Dias Gomes, adaptadas para o cinema, respectivamente, pelos diretores Anselmo Duarte (1962) e Guel Arraes (2010). A pesquisa tem como objetivo principal analisar a temática dos heróis vencidos e dos falsos mitos, bem como certos elementos da narrativa, na passagem do texto dramático para a tela, tendo em vista o contexto histórico do Brasil das décadas de 1950 e 1960. As peças pertencem à fase de ―maturidade‖ do dramaturgo. Na primeira peça, temos a presença do herói vencido, representado pelo personagem Zé-do-Burro, e, na segunda, Dias Gomes celebra os falsos mitos, na qual percebemos uma reflexão acerca do mito e da mistificação na sociedade moderna, através de personagens-tipo que a compõem. Consideramos, no estudo, as diferenças entre mídias, as particularidades da linguagem utilizada, o contexto histórico e as circunstâncias de produção nos quais estão inseridos textos dramáticos e filmes. Apresentamos, também, os recursos cinematográficos utilizados pelos diretores no processo de adaptação dos textos fonte para o cinema, bem como as imagens de Brasil do período em análise, presentes nas peças e respectivos filmes. Todos os elementos da pesquisa, aqui apresentados, foram analisados à luz de teóricos que estudam a temática do herói e do mito nos signos da cultura, notadamente na literatura e no cinema. Além disso, recorremos a estudos bibliográficos sobre o processo de adaptação e estudos acerca do teatro e do cinema no Brasil, os quais nos ajudaram a compreender as expressões artísticas produzidas no país no período que antecedeu a Ditadura Militar. Por fim, utilizamos as ferramentas da análise estrutural da narrativa, a fim de compreender a construção narrativa dos textos dramáticos de Dias Gomes, adaptados para o cinema. A partir desse arcabouço teórico, empreendemos uma análise comparativa, cotejando texto dramático e filme, tecendo os fios narrativos que aproximam ambas as mídias e sinalizando pontos de cada obra. A pesquisa visa à valorização da produção dramática de Dias Gomes e respectivos adaptadores, mostrando a importância desse estudo na compreensão das expressões culturais representativas de uma nação.

Teatro de Dias Gomes; Cinema brasileiro; Adaptação cinematográfica; Falsos Mitos e Heróis Vencidos. Narratividade

 

Data: 
quinta-feira, 11 Junho, 2015 - 00:30

NA CADÊNCIA DAS ÁGUAS DO VELHO CHICO: POÉTICA ORAL DO SAMBA DE RODA RIBEIRINHO

Autor: 
NERIVALDO ALVES ARAUJO
Orientador: 
ALVANITA ALMEIDA SANTOS
Banca: 
EDILENE DIAS MATOS; SILVIO ROBERTO DOS SANTOS OLIVEIRA; JOSE HENRIQUE DE FREITAS SANTOS; LIVIA MARIA NATALIA DE SOUZA SANTOS
Abstract: 
The following Dissertation is the result of an in-depth study of oral poetics of the samba de roda of the group É na pisada ê, composed of inhabitants of the city Xique-Xique, in the riverside region of the Bahia State. Its main objective is to survey the process of construction of identities of the peoples of the area through the analysis of this genre – the “samba de roda” with its songs (cantigas), rhythms, dances and other performance practices – which is the most remarkable among the oral poetic forms of the region, with a view to emphasize its role in the consolidation of cultural memory and in the preservation of the traditions of the river bank. Memory is here discussed from an active perspective that makes use of the past to serve the present, since traditions are conceived of as ideological practices that are adapted and reinvented. This study intends to recuperate the history of samba de roda and its characteristics, while bringing to the forefront the relevance of the body and of dance as fundamental elements of this poetic, musical, choreographic and festive expression. Through the oral poetics of their samba de roda, it is offered a portrait of the culture of the coastal peoples of this region, their customs, values, ideologies and beliefs, emphasizing the traces of cultural ethnicities composing the Brazilian nation, among them most notably that of AfroDescendants, which is the most influential. The methodology employed follows the principles of qualitative ethnographic research, which has procured, through the observation of practices such as samba circles and the analysis of cantigas (songs), the construction of sense and ideas to draw the necessary conclusions. Bibliographical and documentary research was equally relevant in this process. From such analyses, observations, and theoretical and documentary studies, it is concluded that the oral poetics of the coastal samba de roda reflects a culture based on diversity, whose people’s identities are provisionally established according to the relations developed with other peoples and within their own context. Their traditions change and are reinvented in agreement with the group’s ideologies and interests. The identities of the members of the poetic community under scrutiny are fluid, able to adapt to new circumstances and diverse realities due to a certain kind of permanent hybridity. Therefore, we may conclude that, as observed in the oral poetics of their samba de roda, a variety of factors contribute to the state of permanent identitarian self-construction of the inhabitants of the Velho Chico riverside in the region of Xique-Xique, constantly in search of cultural recognition, looking for a possible port.
Velho Chico. Oral poetic. Samba de roda. Identities. Popular Culture.

 

Resumo: 

Este trabalho é resultado de um estudo sobre a poética oral do samba de roda do grupo É na pisada ê, o qual é formado por moradores da região ribeirinha da cidade de Xique-Xique, Estado da Bahia. Nesta tese, tem-se o objetivo investigar o processo de construção das identidades dos povos do respectivo lugar, a partir da análise desse gênero de maior notoriedade dentro da poesia oral ribeirinha: o samba de roda com as suas cantigas, ritmos, danças e demais práticas performáticas, buscando destacar o seu papel na consolidação da memória e na manutenção das tradições ribeirinhas. A memória aparece discutida sob uma perspectiva de ação, na qual se utiliza do passado para servir ao presente, já as tradições são vistas como práticas ideológicas que se adaptam e se reinventam. Neste estudo, busca-se trazer a história e as principais características do samba de roda, além de ressaltar a importância do corpo e da dança como elementos fundamentais desta manifestação poética, musical coreográfica e festiva. Procurou-se apresentar, através da poética oral do seu samba de roda, um retrato da cultura dos povos ribeirinhos dessa região, com seus costumes, valores, ideologias e crenças, ressaltando as marcas das etnias culturais formadoras da nação brasileira, dentre elas, a afrodescendente, de presença mais marcante. A metodologia desenvolvida encontra-se amparada nos princípios da pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, na qual se procurou, por meio das observações de práticas como as rodas de samba e análise das cantigas, buscar uma construção de sentidos e ideias para as conclusões necessárias. Foram importantes também, nesse processo, a pesquisa bibliográfica e documental. Diante das análises, observações e estudos teóricos-documentais, tornou-se possível depreender que a poética oral do samba de roda ribeirinho retrata uma cultura baseada na diversidade, cujas identidades dos seus povos se estabelecem de modo provisório, a partir das relações exercidas com outros povos e com o contexto no qual se encontram inseridos. As suas tradições são moventes e se reinventam de acordo com as ideologias e os interesses do grupo. As identidades dos integrantes desta comunidade poética em estudo encontram-se em estado de liquidez, pois são capazes de se adaptar, amoldar-se às circunstâncias e realidades diversas, proporcionadas por uma espécie de hibridização permanente. Conclui-se, portanto, que diversos fatores têm contribuído, como foi possível observar através da poética oral do seu samba de roda, para que os sujeitos das margens do Velho Chico, na região de Xique-Xique, encontrem-se em estado perene de autoconstrução identitária, em busca de um reconhecimento cultural, de um porto possível.

Velho Chico. Poética oral. Samba de roda. Identidades. Cultura popular.

 

Data: 
quarta-feira, 8 Abril, 2015 - 00:45

A (I)MIGRAÇÃO IMAGINADA: EXILADOS MUNDANOS, ANJOS COSMOPOLITAS E DIASPÓRICOS DA LITERATURA MIGRANTE

Autor: 
MARCOS CEZAR BOTELHO DE SOUZA
Orientador: 
SANDRO SANTOS ORNELLAS
Banca: 
ADEITALO MANOEL PINHO; ALESSANDRA LEILA BORGES GOMES; JOSE HENRIQUE DE FREITAS SANTOS; SANDRO SANTOS ORNELLAS.
Abstract: 
The thesis approaches the representations of migrations in the literature and the cultural debates around the migratory disseminations in contemporaneity. Are analyzed fictional works, especially those produced from the 1980s, which have in common the theme of characters conditions in transits, exiles, refugees, immigrants, foreigners, intellectuals and diasporic subjects that crossing borders, territories and rewrite nations and cultures. The role of “migrant literature" while potential locus of representation of tensive cultural changes and the circulation deadlocks of differences caused by the contemporary migratory movements are discussed in the paper, that inserts itself in a theoretical debate about the study of "migrant literature", addressing how the fictions inspired by collective and individual displacements represent alternatives of reinvention of cultural identities and questioning the usual forms of belonging. These border intercessors are considered "conceptual-characters", whose heteronyms can be the "critic and intelectual exiles" of Edward W. Said, "the lonely immigrant" of Joseph Conrad, "the angels and demons of migration" of Salman Rushdie, the "cosmopolitan discrepant" of James Clifford, the "poor cosmopolitan", of Silviano Santiago and Tayeb Salih, the "diasporic subject" of Derek Walcott and Stuart Hall, who shares interstitial culture conditions. The theoretical reference exposed in the first chapter also mobilizes philosophers, writers and thinkers who experienced the locus of exile and migration: Edward Said, Erich Auerbach and Theodor W. Adorno. In the following chapters are addressed the novel The Satanic Verses, of the indo-british writer Salman Rushdie, discussing the receptions of the book after the author's death sentence by the fatwa, launched by the then Iranian leader, Ayatollah Khomeini, and seeking give visibility to the images of nomadisms of their conceptual characters in the metropolis, which remained, for two decades, in the vacuum left by the fatwa's shadow. Next, are analized examples of narrative that dealing with returned immigrants, a recurrent issue in post-colonial literatures, articulating the thought of Todorov in L‟Homme Dépaysé (1999) and Stuart Hall on Cultural Identity and Diaspora (1994). Are analyzed a work of the photographer Sebastião Salgado, the emblematic narrative Time to migrate to North, by the sudanese writer Tayeb Salih and the diasporic poetry on Omeros by Derek Walcott. In the texts that comprise the corpus of this thesis, the images of migrants allow mapping the process of subjects hyphenated by displacements – or the back-and-forth between the local and the global – not just as victims touched by global flows, but as those who suffer and enjoy the consequences of imigritude, actives participants and at the same time foreigners of the societies in which they live. It is argued that the immigrant in fiction and contemporary theories has become a “conceptual character” – the necessary philosophical figure, as Deleuze and Guattari – potentially expresses today's cultural territorializations.
Contemporary Literature. Migrant Literature. Postcolonial Theory. Exile. Immigration. Diaspora.

 

Resumo: 

A tese aborda as representações das migrações na literatura e alguns dos debates culturais em torno das disseminações migratórias na contemporaneidade. São analisadas obras ficcionais, sobretudo aquelas produzidas a partir da década de 1980, que têm em comum a tematização da condição de personagens em trânsitos, exilados, refugiados, imigrantes, estrangeiros, intelectuais e sujeitos diaspóricos, os quais atravessam fronteiras e reescrevem nações e culturas. O papel da “literatura migrante” enquanto lócus potencial de representação das tensivas mudanças culturais e os impasses da circulação das diferenças provocados pelos deslocamentos migratórios atuais são discutidos, abordando como as ficções inspiradas nos deslocamentos individuais e coletivos representam alternativas de reinvenção das identidades culturais e problematizam as formas mais usuais de pertencimentos. Esses intercessores fronteiriços são considerados “personagens-conceituais”, cujos heterônimos podem ser o “crítico e intelectual exilados” de Edward W. Said, “o imigrante solitário” de Joseph Conrad, “os anjos e demônios da migração” de Salman Rushdie, o “cosmopolita discrepante” de James Clifford, o “cosmopolita pobre”, de Silviano Santiago e Tayeb Salih, o “sujeito diaspórico” de Derek Walcott e Stuart Hall, que compartilham condições intersticiais da imigritude. O referencial teórico exposto no primeiro capítulo mobiliza ainda filósofos, escritores e pensadores que experimentaram o lócus do exílio e da migração: Edward W. Said, Erich Auerbach e Theodor W. Adorno. Nos capítulos seguintes é abordado o romance Os Versos Satânicos, do escritor indo-britânico Salman Rushdie, discutindo as recepções do livro após a condenação do autor à morte pela fatwa lançada pelo então líder iraniano, o Aiatolá Khomeini. Busca-se, no romance, dar visibilidade às imagens de nomadismos de seus personagens conceituais na metrópole, as quais permaneceram, durante duas décadas, no vácuo provocado pela sombra da fatwa. Analisamse, na sequência, alguns exemplos de narrativas que tratam dos imigrantes retornados, questão recorrente nas literaturas pós-coloniais, articulando o pensamento de Todorov em O Homem Desenraizado (1999) e de Stuart Hall em Identidade cultural e diáspora (1994). São abordadas uma obra do fotógrafo Sebastião Salgado, a emblemática narrativa Tempo de Migrar para o Norte, do escritor sudanês Tayeb Salih, e a poética diaspórica em Omeros de Derek Walcott. Nos textos que compõem o corpus de estudo, as imagens de migrantes permitem cartografar os processos identitários de sujeitos hifenizados pelos deslocamentos – ou no vaie-vem entre o local e o global – não apenas como vítimas tangidas pelos fluxos globais, mas como aqueles que sofrem e gozam as consequências da imigritude, partícipes ativos e ao mesmo tempo estrangeiros das sociedades em que vivem. Defende-se que o imigrante nas ficções e teorias do contemporâneo vem se tornando um “personagem conceitual” – a figura filosófica necessária, conforme Deleuze e Guattari – que potencialmente exprime as transterritorializações culturais da atualidade

Literatura contemporânea. Literatura Migrante. Teoria Pós-Colonial. Exílio. Imigração. Diáspora.

 

Data: 
quarta-feira, 1 Abril, 2015 - 01:00

ESCRITAS NO CIBERESPAÇO: E A TEORIA?

Autor: 
PRISCYLLA ALVES CAMPOS
Orientador: 
EVELINA DE CARVALHO SÁ HOISEL
Banca: 
EVELINA DE CARVALHO SÁ HOISEL; ALEILTON SANTANA DA FONSECA; ENEIDA LEAL CUNHA; LUCIENE ALMEIDA DE AZEVEDO
Abstract: 
The following work presents questionings regarding the available theories and the ones under construction about the writings produced and/or transmitted in cyberspace. It is departed from the concepts of cyberspace, cyberculture and internet and its developments, while social movement that modifies human relations, in order to develop and expand the reading approach perspectives in cyberspace and its transformations, that reach several knowledge areas. Besides, taking into account an analysis of selected corpus the interaction between Afonso Romano de Sant’Anna in digital media is investigated. Sant’Anna, even having a solidified career as a writer of printed books, penetrates the telematics network and explores its potentialities. With the intention of reflecting about the hybridism of the writings that spread on the network, it is also proposed to incorporate new insights in order to understand the changes that re-signify the relationship between time and space and enables to rebuild the literature from its paths through the literary to its repositioning while object of culture. Lastly, this work proposes theoretical paths that emphasize these changes and relate them in a more global and interdisciplinary way of analysis introducing the concept as an actor-network and the perception of the internet of things.
Cyberspace , Theory , Cyberculture , Affonso Romano de Sant’Anna , internet, literature.

 

Resumo: 

No trabalho que se segue são apresentados questionamentos acerca das teorias disponíveis e em construção sobre as escritas produzidas e/ou veiculadas no ciberespaço. Parte-se dos conceitos de ciberespaço, cibercultura e internet e seus desdobramentos, enquanto movimento social que modifica as relações humanas, a fim de desenvolver e expandir as perspectivas de abordagem das escritas no ciberespaço e suas transformações, que atingem diversas áreas do conhecimento. Além disso, tomando como base a análise do corpus selecionado, investiga-se a inserção de Affonso Romano de Sant’Anna nos meios digitais. Sant’Anna, mesmo possuindo sólida carreira como escritor de livros impressos, penetra as redes telemáticas e explora suas potencialidades. A fim de refletir sobre o hibridismo das escritas que circulam na rede, propõe-se, também, incorporar novos pontos de vista para compreender as transformações que ressignificam a relação tempo e espaço e possibilitam remontar a literatura desde a sua passagem do literário até seu reposicionamento enquanto objeto da cultura. Por fim, esse trabalho propõe caminhos teóricos que enfatizam essas mudanças e se relacionam com uma forma mais global e interdisciplinar de análise introduzindo conceitos como a teoria ator-rede e a percepção da internet das coisas.

Ciberespaço, Teoria, Cibercultura, Affonso Romano de Sant’Anna, internet, literatura.

 

Data: 
sexta-feira, 27 Março, 2015 - 01:00

ESTÉTICA DO FRACASSO: O PROJETO LITERÁRIO DE BOLAÑO

Autor: 
JULIA MORENA SILVA DA COSTA
Orientador: 
RACHEL ESTEVES LIMA
Banca: 
El objetivo de esta tesis es analizar la narrativa de Roberto Bolaño como un proyecto literario coherente e inter-relacionado que responde a dos agotamientos de propuestas modernas que tuvieran lugar en América Latina durante el siglo XX. La primera se refiere a los intentos políticos utópicos que obtuvieron la adhesión de la izquierda latinoamericana, cuyo mayor exponente se dio en Chile en la década del 1970, violentamente oprimidos por las dictaduras. Y la segunda dice respecto a los movimientos y producciones de las vanguardias literarias que ocurrieron en el continente, pero que, sin embargo, perdieron su fuerza propositiva. A partir del abordaje de los contextos referenciados por su narrativa y formadores del autor y de su generación, se trató de considerar como Roberto Bolaño y su obra se insertan en los dos campos anteriormente tratados. Se cree que el camino encontrado por el autor para lidiar con los dos fracasos fue el de la elaboración estética. Por eso, esta investigación procedió al análisis del tratamiento dado a la imagen, al tiempo y al fragmento en su narrativa, elementos tan importantes para la modernidad. El cine fue tomado por este estudio como un arte de diálogo para viabilizar el análisis de los tres elementos mencionados, siempre relacionándolos con las condiciones históricas, sociales y culturales que marcan los caminos del autor y de su narrativa. Keyword: Palabras-clave: Roberto Bolaño, Literatura y cine, Literatura hispanoamericana contemporánea
Abstract: 
 
El objetivo de esta tesis es analizar la narrativa de Roberto Bolaño como un proyecto literario coherente e inter-relacionado que responde a dos agotamientos de propuestas modernas que tuvieran lugar en América Latina durante el siglo XX. La primera se refiere a los intentos políticos utópicos que obtuvieron la adhesión de la izquierda latinoamericana, cuyo mayor exponente se dio en Chile en la década del 1970, violentamente oprimidos por las dictaduras. Y la segunda dice respecto a los movimientos y producciones de las vanguardias literarias que ocurrieron en el continente, pero que, sin embargo, perdieron su fuerza propositiva. A partir del abordaje de los contextos referenciados por su narrativa y formadores del autor y de su generación, se trató de considerar como Roberto Bolaño y su obra se insertan en los dos campos anteriormente tratados. Se cree que el camino encontrado por el autor para lidiar con los dos fracasos fue el de la elaboración estética. Por eso, esta investigación procedió al análisis del tratamiento dado a la imagen, al tiempo y al fragmento en su narrativa, elementos tan importantes para la modernidad. El cine fue tomado por este estudio como un arte de diálogo para viabilizar el análisis de los tres elementos mencionados, siempre relacionándolos con las condiciones históricas, sociales y culturales que marcan los caminos del autor y de su narrativa.
Palabras-clave: Roberto Bolaño, Literatura y cine, Literatura hispanoamericana contemporánea

 

Resumo: 

Esta tese visa analisar a narrativa de Roberto Bolaño como um projeto literário coerente e inter-relacionado que responde a dois esgotamentos de propostas modernas que tiveram lugar na América Latina durante o século XX. A primeira se refere às tentativas políticas utópicas que tiveram a adesão da esquerda latino-americana, cujo maior expoente se deu no Chile na década de 1970, violentamente oprimidas pelas ditaduras. E a segunda diz respeito aos movimentos e produções das vanguardas literárias que ocorreram no continente, mas que perderam sua força propositiva. A partir da abordagem dos contextos referenciados pela sua narrativa e formadores do autor e de sua geração, tratou-se de considerar como Roberto Bolaño e sua obra se inserem nos dois campos acima abordados. Acredita-se que o caminho encontrado pelo autor para lidar com os dois fracassos foi o da elaboração estética. Por tal, esta pesquisa procedeu à análise do tratamento dado à imagem, ao tempo e ao fragmento em sua narrativa, elementos tão caros à modernidade. O cinema foi tomado por este estudo como uma arte de diálogo para viabilizar a análise dos três elementos acima mencionados, sempre os relacionando com as condições históricas, sociais e culturais que marcam os caminhos do autor e de sua narrativa.

Palavras-chave: Roberto Bolaño;Literatura e cinema;Literatura hispano-americana contemporânea

 

Data: 
sexta-feira, 20 Março, 2015 - 01:15

Gastronomia, sexualidade e poder na obra de Eça de Queirós

Autor: 
JOSE ROBERTO DE ANDRADE
Orientador: 
MÁRCIO RICARDO COELHO MUNIZ
Banca: 
NANCY RITA FERREIRA VIEIRA JOSE CANDIDO DE OLIVEIRA MARTINS ALVANITA ALMEIDA SANTOS HELDER GARMES
Abstract: 

Extensive reading of the works of Portuguese writer Eça de Queirós along with studies regarding Eccian cuisine have highlighted that food – its preparation, the meals, the kitchen – is not a minor theme in the author´s oeuvre. Critics such as Maria José de Queirós and Andrée Grabé Rocha understand that Eça treats the subject with a zeal/devotion nearing obsession in order to represent the habits and exercise his criticism towards his time/society. His devotion extends itself to two other aspects, in his work, related to food: sexuality and power. In Eça’s work, the gastronomical characterization/description of the characters, the space devoted to food and sexuality (“eating”/making a meal out of someone, in a metaphorical sense) as well as the discourses related to these activities are, to our knowledge, intimately related to the knowledge of social and gastronomical laws and regulations (savoir-faire) and to the exercise of power, of all kinds. Table and sexual pleasure are privileges of characters who learn and teach themselves the know-how of knowledge (power) and eating. In this work, we have analyzed the five works critic Carlos Reis has classified as “authorial”: O Crime do Padre Amaro, O Primo Basílio, A Relíquia, O Mandarim e Os Maias. We have selected three scenes, characters or aspects of each in order to verify the role cuisine, sexuality and power exert in the Eça´s representational project. In chapter 1 we introduce the subject, the corpora, as well as the limitations of this work; in chapter 2, we establish a connection between Eça the writer and Eça the cook. In chapter 3, we focus on O Crime do Padre Amaro; chapter 4 addresses O Primo Basílio. In chapter 5, we confront A Relíquia and O Mandarim; Os Maias are addressed in chapter 6.

 

Keyword: Portuguese literature; Eça de Queirós; Gastronomy; Sexuality; Power relations.

 

Resumo: 

A leitura das obras de Eça de Queirós e de estudos sobre a culinária eciana demonstram que cozinha e refeições não são tema menor e decorativo no conjunto de seus escritos. Críticos como Maria José de Queirós e Andrée Grabé Rocha entendem que Eça trata o assunto com desvelo — muitas vezes próximo da obsessão —, a fim de representar os costumes da época e de exercitar a crítica. Esse cuidado também se manifesta com dois outros aspectos relacionados à comida: sexualidade e poder. Em Eça, a caracterização gastronômica das personagens, os espaços dedicados à comida e à sexualidade (o “comer” no sentido metafórico) e os discursos sobre essas atividades estão, a nosso ver, intimamente relacionados ao conhecimento de leis e regras de conduta social e gastronômica (o “saber”) e ao exercício do poder, de todos os tipos. O prazer à mesa e o prazer sexual são privilégios de personagens que aprendem e se educam para o saber e o poder comer. Neste trabalho, analisamos as cinco obras da fase que Carlos Reis classificou como “autoral”: O Crime do Padre Amaro, O Primo Basílio, A Relíquia, O Mandarim e Os Maias. De cada uma, escolhemos três cenas ou personagens ou aspectos, para verificar qual o papel que culinária, sexualidade e poder exercem no projeto de representação de Eça de Queirós. Nos capítulos 1, introduzimos o assunto, detalhamos o corpus, explicamos as limitações do trabalho; no 2, procuramos estabelecer uma relação entre o escritor e o cozinheiro. No capítulo 3, dedicamo-nos a´O Crime do Padre Amaro; No 4, a´O Primo Basílio. No 5, confrontamos A Relíquia e O Mandarim; e Os Maias são assunto do capítulo 6.

Palavras-Chave: Literatura portuguesa; Eça de Queirós; Gastronomia; Sexualidade; Relações de Poder.

 

Data: 
sexta-feira, 5 Dezembro, 2014 - 13:45

A Crítica Filológica nas Tessituras Digitais: Arquivo Hipertextual e Edição de Textos Teatrais de Jurema Penna V.1

Autor: 
ISABELA SANTOS DE ALMEIDA
Orientador: 
ROSA BORGES DOS SANTOS
Banca: 
ALVANITA ALMEIDA SANTOS MARIA DA GLORIA BORDINI MARCOS ANTONIO DE MORAES CASSIA DOLORES COSTA LOPES
Abstract: 

En el ejercicio filológico de editar la dramaturgia de Jurema Penna nos encontramos frente e un cambio intenso llevado a cabo en estos textos. Estas son intervenciones hechas por el dramaturgo u otros sejetos y nos revelan aspectos de su preparacion, transmision, circulacion y recepcion. La construccion de un producto editorial para este complejo conjunto documental en suporte papel traeria limitaciones para integracion de las informaciones presentadas alli. A causa de esas caracteristicas, defendemos el uso del suporte digital para presentar la edicion de la dramaturgia de Jurema Penna, pues permite traer los resultados de nuestro trabajo de manera relacional, integrada, flexible y legible. En el intento de componer un archivo hipertextual, hemos seleccionado dos textos de la dramatugia de Jurema Penna: Iemanja - rainha de Aioca, O bonequeiro Vitalino ou Nada é impossível aos olhos de Deus e das crianças. Para la preparacion de la edicion, fue necesario entender la especificidad del texto teatral como un objeto de escenificacion y de lectura, asi como la utilizacion de los medios digitales en la preparacion de ediciones. El corpus fue sometido al metodo filologico y luego hemos comprehendido que presentarlo solo en una edicion critica seria insuficiente para mostrar a los lectores la riqueza de este conjunto de documentos. Por la tanto, se opto por realizar, para cada texto, tres tipos de edicion: una edicion facsimil, una edicion sinoptica y una edicion critica dispuestas en un archivo hipertextual, en volumem digital. Añadimos a este las ediciones de Negro amor de rendas brancas e Bahia livre exportação, presentadas por esta investigadores, en suporte papel, en su disertacion de master. Este conjunto nos da a conocer la Bahia de los años 1970. Para entender el contexto, desarrollamos una lectura de estas representaciones, que integran diversos aspectos de la cultura bahiana amalgamados en las experiencias de los soteropolianos. A través de este estudio, fue posible elaborar propuestas para la edicion que nos han permitido evidenciar la diversidad de textos y materiales asociados a esta producccion dramaturgica. El uso de los medios digitales, por lo tanto, fue importante por activar el editor para construir su labor interpretativa de un modo integrado y relacional, que le permite desarrollar y compartir sus lecturas a través de lo que engendra las tesituras del medio digital.

 

Keyword: Dramaturgia de Jurema Penna. Crítica Textual. Arquivo hipertextual.

 

Resumo: 

Durante o exercício filológico de editar a dramaturgia de Jurema Penna, deparamo-nos com uma intensa modificação empreendida nesses textos. tratam-se de intervenções de cunho autoral e não autoral, que dão a conhecer aspectos da sua elaboração, transmissão, circulação e recepção. A construção de um produto editorial para esse conjunto documental em suporte papel acarretaria em limitações à integração dos diversos aspectos presentes nesses textos. Em virtude dessas características, defendemos o uso do meio digital para apresentar a edição da dramaturgia de Jurema Penna, sob a forma relacional, integrada, flexível e legível. A fim de compor o arquivo hipertextual, selecionamos dois textos da dramaturgia de Jurema Penna, a saber: Iemanjá - rainha de Aiocá, O bonequeiro Vitalino ou Nada é impossível aos olhos de Deus e das crianças. Para a elaboração da edição, foi preciso compreender as especificidades do texto teatral como objeto de encenação e de leitura, bem como o uso do meio digital na edição crítica seria insuficiente para mostrar aos leitores a riqueza desse conjunto documental. Realizamos, então, para cada texto, três tipos de edição: uma edição fac-similar, uma edição sinóptica e uma edição crítica, dispostas em um arquivo hipertextual a edição crítica dos textos, apresentando em volume digital. Acrescentamos ao arquivo hipertextual a edição crítica dos textos Negro amor de rendas brancas e Bahia livre exportação, editados na dissertação de mestrado desta pesquisadora, em suporte papel. Reunidos, esses quatro textos dão a conhecer uma Bahia dos anos 1970. A fim de entender tal contexto, desenvolvemos uma leitura dessas representações, que integram aspectos diversos da cultura baiana, amalgamados nas vivências dos soteropolitanos. Por meio do estudo realizado, foi possível elaborar propostas de edição que permitiriam evidenciar a diversidade de materiais associados à produção dramatúrgica de Jurema Penna. O uso do meio digital, portanto, possibilitou ao editor construir o seu trabalho interpretativo de uma forma integrada e relacional, permitindo-lhe elaborar e compartilhar suas leituras por meio das tessituras que o meio digital engendra.

Palavras-Chave: Crítica textual. Dramaturgia baiana. Jurema Penna. Arquivo hipertextual.

 

Data: 
terça-feira, 2 Setembro, 2014 - 15:00

O Manuscrito Autógrafo e Suas Rasuras: Autoria, Subjetividade e Edição

Autor: 
EDUARDO SILVA DANTAS DE MATOS
Orientador: 
ROSA BORGES DOS SANTOS
Banca: 
MARIA DA GLORIA BORDINI SILVIA MARIA GUERRA ANASTACIO MARCOS ANTONIO DE MORAES CASSIA DOLORES COSTA LOPES
Abstract: 

Readings of the creation process of Cândido ou O Otimismo, a play written by the playwright Cleise Mendes, from the translation of the homonymous novel by the philosopher Voltaire, interested in the erasures around the notions of authorship, subjectivity and discussion about the practice of editing. This work revises the relations established between the Textual Criticism and the Genetic Criticism, directing to the perception of a methodological similarity that is perceived between these fields, under the recognition that the latter is heir of the methodological procedures of the former. It is the reason why Genetic Edition has a possible and coherent practice with the philological labor. Possibilities to understand the notion of authorship are discussed, considering that this is a formality that criticism imposes to the creational documents, that do not bring secret clues to acknowledgment, but only physical marks in which the philologist can operate. We reflect on the impacts that the displacements and the decenterings built on the notion of authorship produce in order to understand the relationship between subjectivity and writing practices, proposing that these practices, which the critic only has access via the marks left, are the site of a sort of fictional doing of the philologist, who, even if hidden in the assumed objectivity of the stages of description, transcription and interpretation, basic constituents of any editorial proposal, always produces, on the fulfillment of these stages, a knowledge specifically motivated by his way of interpreting the game between what it shows and what is represses. Finally, we present a selective vertical genetic edition of the scene IV from first act of the theatrical text already mentioned, made by the description and transcription of the testimony, history of the creation process, with a summary table and a philological criticism focused on the comparison between the edition proposed here and the one already done on the master thesis entitled Os manuscritos de Cândido ou O Otimismo, uma adaptação de Cleise Mendes: leituras do processo de criação e proposta de edição genética, aiming to show how the philologist’s different perceptions and interpretative choices produce other editions and other images/facets of the individual author.

 

Keyword: Philology. Creation Process. Cândido ou O Otimismo. Authorship. Subjectivity. Genetic Edition.

 

Resumo: 

Leituras do processo de criação de Cândido ou O Otimismo, peça teatral escrita pela dramaturga Cleise Mendes, a partir da tradução do romance homônimo do filósofo Voltaire, interessada na rasura em torno das noções de autoria, subjetividade e discussão sobre a prática de edição. Revisam-se as relações estabelecidas entre a Crítica Textual e a Crítica Genética, direcionando-se para a percepção da proximidade metodológica que se observa entre os campos, sob o reconhecimento de que este último é herdeiro de procedimentos metodológicos daquele, razão pela qual se defende que a edição genética é uma prática possível e coerente com o labor filológico. Discutem-se possibilidades de compreender a noção de autoria, considerando-se que esta é uma etiqueta que o fazer crítico impõe aos documentos de criação, os quais não trazem em si pistas secretas para reconhecimento, mas apenas marcas físicas a partir das quais o filólogo pode operar. Reflete-se a respeito dos impactos que os deslocamentos e descentramentos construídos acerca da noção de autoria produzem no modo de compreender as relações entre subjetividade e práticas de escrita, propondo-se que estas práticas, às quais o crítico só tem acesso pela via das marcas legadas, são o espaço de uma espécie de fazer ficcional do filólogo, o qual, mesmo que escondido na pretensa objetividade das etapas de descrição, transcrição e interpretação, constituintes básicos de qualquer proposta editorial, produz sempre, no cumprimento dessas etapas, um saber especificamente motivado por seu modo de interpretar, no jogo entre aquilo que mostra e aquilo que recalca. Por fim, apresenta-se edição genética vertical seletiva para a cena IV, do primeiro ato, do texto teatral citado, constituída pela descrição e transcrição dos testemunhos, história do processo de criação, com quadro-síntese e crítica filológica voltada para a comparação entre a edição ora proposta e aquela que, na dissertação de mestrado intitulada Os manuscritos de Cândido ou o O Otimismo, uma adaptação de Cleise Mendes: leituras do processo de criação e proposta de edição genética, foi feita, objetivando evidenciar como as diferentes percepções e escolhas interpretativas do filólogo produzem outras edições e outras facetas/imagens do sujeito autor.

Palavras-Chave: Filologia. Processos de criação. Cândido ou O Otimismo. Autoria. Subjetividade. Edição Genética.

 

Data: 
segunda-feira, 1 Setembro, 2014 - 17:30

SILVIANO SANTIAGO: AS VIRTUDES DO FALSO

Autor: 
JOSE CARLOS DA COSTA
Orientador: 
EVELINA DE CARVALHO SÁ HOISEL
Banca: 
LOURDES KAMINSKI ALVES DECIO TORRES CRUZ ANTONIO DONIZETI DA CRUZ ANTONIA TORREAO HERRERA
Abstract: 

This thesis presents a critical and analytical reflection on conceptual resolutions developed by the critic and fictionist Silviano Santiago that make possible understanding the dislocation that establishes him as a reference in the revision and renovation of the Brazilian literary criticism. Thus, this thesis defines some of the ways taken by Silviano Santiago, whose narrative solutions overcome the idea of fiction as representation and puts it near other narrative genres, as the autobiography and other language productions whose most common field is the science or its criticism, as the essay. The hypothesis proposed in this study considers that the action of the critic Silviano Santiago finds space in his fictional creation to be established and deal with subjects as politics, philosophy, culture and even the fiction status. Thus, it widens its limits and allows frequently the invasion of an autobiographical narrator who makes himself a character in many ways to express himself on the narrative subjects or the characters‘ lives. In this sense, it overcomes the modernist solutions that rule the art and makes a way towards a conjunction of fictional elements and other of critical nature, operating a changing and renovating action in the Brazilian literature. The aim of this study is recognizing the fundaments that support his theoretical definitions and his fictional creation, determining the place the writer has in the context of the Brazilian contemporary criticism and culture. It also matters the reflection on the delimitation and the repercussion of concepts as ―space in-between‖, ―contamination‖, ―hybrid textual practices‖, ―critical devouring‖ and ―autofiction‖, present in many of Silviano Santiago‘s works or adopted as fictional strategies. Finally, it considers essential the reflection on the point the writer‘s scripture finds the critic one and develops a confluence between the theoretical and the fictional productions. The thesis corpus is predefined widely by a collection of writings that approach more or less the proposed question on the exchanges between criticism and fiction and make possible thinking on the critical propositions and its repercussion in Silviano Santiago‘s fiction, recognized in the discussion of the concepts of ―representations‖, ―author status‖ and ―autofiction‖. Two works were chosen as reading and reflection focus: O falso mentiroso (2004) and Histórias mal contadas (2005). Methodologically placed in the comparative studies, this thesis exposes Santiago‘s intellectual trajectory and makes a reflection on the theoretical and critical definitions of the postmodernity, the concepts of representation and the notion of author, based on Michel Foucault‘s postulations; Jacques Derrida‘s perception of decentering, deconstruction and logics of supplement and différance; the notion of copy and simulacrum, by a punctual reading of Gilles Deleuze.

 

Keyword: Silviano Santiago; literary representation; autofiction; space in-between; ethnocentrism.

 

Resumo: 

Esta tese apresenta uma reflexão crítico-analítica sobre formulações conceituais desenvolvidas pelo crítico e ficcionista Silviano Santiago que possibilitam compreender o deslocamento que o situa como referência na revisão e renovação da crítica literária brasileira. Nesse sentido, demarcam-se, nesta tese, alguns dos caminhos que vêm sendo trilhados por Silviano Santiago, cujas soluções narrativas suplantam a ideia de ficção como representação e a aproximam de outros gêneros narrativos, como a autobiografia, e de produções de linguagem cujo campo mais frequente é a ciência ou a crítica dela, como o ensaio.. A hipótese proposta neste estudo considera que a ação do crítico Silviano Santiago encontra espaço amplo na produção ficcional para se instalar e tratar aí de temas como política, filosofia, cultura e do próprio estatuto da ficção. Com isso, alarga seus limites e permite, frequentemente, a invasão por um narrador autobiográfico que se faz personagem, em múltiplas formas, para se manifestar sobre os assuntos da narrativa ou a respeito da vida das personagens. Desse modo, supera as soluções modernistas ainda vigentes na arte e conduz a uma conjunção de elementos ficcionais e outros de natureza crítica, operando uma ação transformadora e fundadora na literatura brasileira. Tem-se como objetivo deste estudo reconhecer os fundamentos que dão suporte às formulações teóricas e à produção ficcional de Silviano Santiago, definindo o lugar por ele ocupado no contexto da crítica e da cultura brasileiras contemporâneas. Interessa, ainda, refletir sobre a delimitação e a repercussão de conceitos como: entre-lugar, contaminação, práticas textuais híbridas, devoração crítica e autoficção, expressos em trabalhos diversos de Silviano Santiago ou adotados como estratégia ficcional. Por fim, considera-se fundamental a reflexão sobre o ponto em que a escritura do ficcionista encontra a do crítico e desenvolve a confluência entre produção teórica e ficção. O corpus desta tese é pré-delimitado de modo amplo por um conjunto de obras que se aproximam, com maior ou menor intensidade, da questão proposta sobre o trânsito crítica-ficção e que possibilitam refletir sobre as proposições críticas e a repercussão destas na ficção de Silviano Santiago, reconhecidas na problematização dos conceitos de representação, autoria e autoficção. Tomam-se, neste trabalho, duas obras como centro da leitura e reflexão: O falso mentiroso (2004) e Histórias mal contadas (2005). Metodologicamente situada nos estudos comparados, esta tese põe em evidência a trajetória intelectual de Santiago e produz uma reflexão sobre as formulações teóricas e críticas da pós-modernidade, as concepções de representação e a noção de autor, apoiando-se nas postulações de Michel Foucault; a percepção do descentramento, da desconstrução e da lógica do suplemento e da différance, apoiada em Jacques Derrida; a noção de cópia e simulacro, a partir de uma leitura pontual de Gilles Deleuze.

Palavras-Chave: Silviano Santiago; representação literária; autoficção; entre-lugar; etnocentrismo.

 

Data: 
quinta-feira, 14 Agosto, 2014 - 16:30

Páginas