Dissertações

Format: 2018

Fragmentos de um sujeito no cyberespaço

Nome do autor: 
Priscylla Alves Campos
Nome do orientador: 
Evelina Sá de Carvalho Hoisel
Banca: 
Evelina Sá de Carvalho Hoisel (UFBA) Marinyze das Gracas Prates de Oliveira (IHAC/UFBA) Luciene Almeida de Azevedo (UFBA)
Resumo: 

O presente trabalho, intitulado 'Fragmentos de um sujeito no cyberespaço', estuda a produção do escritor Affonso Romano de Sant'Anna disponibilizada na internet. A partir dos conceitos de autobiografia. autofiguração, intelectual e das relações dialógicas que podem ser observadas em um texto de publicação on line, tais como intertextualidade, hipertexto e encadeamento, observa-se a forma como esse sujeito constrói o seu avatar no cyberespaço. Além disso, é possível perceber como este se constitui através das escritas e das imagens de si num exercício de autopromoção. Nesse sentido, para realizar essa análise, foram selecionados como corpora o seu site, blog, twitter e as crônicas de rádio disponibilizadas pela Rádio Metrópole de Salvador na internet. Através do estudo de amostra desses textos, é possível verificar o seu comportamento e movimentação nos suportes mencionados.

Abstract: 

 
This paper, entitled Fragments of a subject in the cyberspace, is concerned with the analysis of production of the writer Affonso Romano de Sant'Anna available on the Internet. Through the concepts of autobiography, autofiguration, Intellectual and dialogical relations that can be seen in a text published on line, as intertextuality, and hypertext linking, we are able to see the way this person builds his avatar in cyberspace. Moreover, it is possible to see how this man is constituted through writing and through the imagesof himself using them as an exercise of self-promotion. In order to do this study, the analysis of Sant'Anna’production, were selected as its corpora hiswebsite, blog, twitter and radio chronics provided by Radio Metropole Salvador on the Internet.
Through the study of the texts’s samples published by Affonso Romano de Sant'Anna on the Internet, we were able to observe his behavior and movement in the cyberspace.

Data: 
terça-feira, 22 Novembro, 2011 - 14:00

Os manuscritos de ‘Cândido ou O Otimismo’, de Cleise Mendes: leituras do processo de criação e proposta de edição genética

Nome do autor: 
Eduardo Silva Dantas de Matos
Nome do orientador: 
Rosa Borges dos Santos
Banca: 
Rosa Borges dos Santos Maria da Conceição Reis Teixeira Cássia Dolores Costa Lopes
Resumo: 

Leituras do processo de criação de ‘Cândido ou O Otimismo’, peça teatral escrita pela dramaturga Cleise Mendes, a partir da tradução portuguesa do romance homônimo do filósofo Voltaire.  A partir de dados biográficos, lê parte da história da responsável intelectual e jurídica pelo texto, especialmente naquilo que se refere à sua produção de teórica do Drama e dramaturga, recortando os lugares de autora, encenadora, intelectual e revisora gramatical que a mesma assume nos papéis do referido contexto de escritura. Descreve-se o dossiê genético da obra, constituído de quatro partes: dois blocos, uma pasta e um envelope, em sua dimensão material, suportes, espaço gráfico, rasuras. Apresenta-se uma discussão em torno do lugar de fala de onde se enuncia, dos campos do saber tomados como método de estudo, bem como dos operadores de leitura para interpretação da forma dramática e de suas especificidades, respectivamente, Filologia, Crítica Textual, Crítica Genética, e Teoria(s) do Drama. Segue-se o estudo do processo de construção da personagem Cândido, a partir do recorte de passagens de manipulação genética, defendendo-se que os movimentos de (re)escritura atendem a uma necessidade de reforço de suas virtudes e submissão passiva ao exercício de poder daqueles que o cercam. Por fim, oferece-se uma proposta de edição genética vertical seletiva de três cenas, as quais estão unidas pela presença de um objeto cênico, um globo, e pela possibilidade de discussão em torno da questão dos ritos e do exercício de poder. A edição consta de uma descrição física dos testemunhos em que as versões de cada cena se inscrevem, de transcrições, ora diplomáticas, ora mistas, ora lineares de tais passagens, bem como do estudo, a partir da(s) Teoria(s) do Drama, do processo de construção de cada cena.

Abstract: 

 
 

Data: 
sexta-feira, 18 Novembro, 2011 - 14:00

Páginas